Imprimir

Dubai planeia testar o ADN de 3 Milhões de Habi...

Publicado em por

Dubai planeia testar o ADN de 3 Milhões de Habitantes

Dubai planeia testar o ADN de 3 Milhões de Habitantes

 

Num projeto massivamente ambicioso destinado a melhorar a saúde dos seus 3 milhões de habitantes, a cidade de Dubai planeia sequenciar o ADN de toda a população.

 

A cidade dos Emirados Árabes Unidos anunciou a iniciativa no mês de fevereiro como parte da Iniciativa Dubai 10X, uma tentativa de implementar, o mais rapidamente possível, as tecnologias que se acreditam tornarem padrão dentro de 10 anos.

 

A Dubai Health Association planeia criar uma base de dados genómica massiva de todos os seus residentes, incluindo não cidadãos. Então planeia assim criar uma nova inteligência artificial capaz de analisar os dados e predizer potenciais doenças antes que elas ocorram.

 

A cidade disse que quer "reverter" o processo de pesquisa genética. "Em vez de estudar a genética do paciente afetado, a nossa IA (inteligência Artificial) passa pela base de dados, descobre quem foi afetado e procura por não pacientes com perfis genéticos similares e, portanto, está em risco", diz o site do projeto.

 

Na fase final do projeto, a cidade também espera colaborar com empresas farmacêuticas para projetar terapias direcionadas para condições genéticas. Os objetivos finais do projeto são elevados. Entre eles, a cidade espera erradicar e travar distúrbios genéticas; prevenir doenças, provocando mudanças de estilo de vida em pessoas em risco; ajudar a estimular a adoção de medicamentos personalizados; e, ao longo do tempo, transformar Dubai num líder em medicina genómica.

 

Não está claro se o Dubai planeia sequenciar o genoma completo de todos os seus moradores, ou apenas sequenciar um grande número deles e, em seguida, sequenciar o resto parcialmente. De qualquer forma, o teste de ADN de 3 milhões de pessoas é um grande sonho - mesmo a Grã-Bretanha, que tem um dos mais ambiciosos programas de biobancos do mundo, planeia apenas descodificar os genomas completos de meio milhão de britânicos.

 

Humaid Mohammed Al Qatami, diretor-geral da Dubai Health Association, disse ao Khaleej Times que a primeira fase do projeto, a colheita de amostras de ADN e a criação de laboratórios, deverá acontecer nos próximos dois anos. Não está claro quais as proteções de privacidade que serão criadas para proteger os dados das pessoas, ou se haverá algum tipo de requisito para participar.

 

A autoridade de saúde diz que o país tem 220 doenças relacionadas a distúrbios genéticos, que são responsáveis por 70 por cento dos casos de mortalidade infantil que ocorrem antes dos seis anos de idade. Uma infeção sanguínea chamada talassemia, comum nos países do Médio Oriente, afeta cerca de metade da população de Emirati.

 

Os Emirados Árabes Unidos, como muitas outras nações do Oriente Médio, incluindo Arábia Saudita e Qatar, já possuem uma triagem de saúde pré-marital obrigatória que inclui acompanhamento de doenças genéticas para evitar casais que transportem distúrbios para os seus filhos.

 

O esforço também pode descobrir problemas de saúde específicos da região e destacar como é que fatores ambientais se relacionam com a genética.

 

Pretende saber mais sobre o seu perfil de ADN? ou a sua origem? veja qui o nosso teste ancestral tribos

Comentários: 0

Este tema encontra-se fechado. Não podem ser adicionadas mais respostas.