Imprimir

Os primeiros Britânicos tinham pele escura e ol...

Publicado em por

Os primeiros Britânicos tinham pele escura e olhos azuis - Teste Ancestralidade

Os primeiros Britânicos tinham pele escura e olhos azuis - Teste Ancestralidade

 

 

Os investigadores chamam-no de Homem Cheddar. (Os teste de adn ancestrais, ficaram mais ricos com esta descoberta).

 

Viveu há mais de 10.000 anos, tinha cabelos castanhos, olhos azuis e pele "escura a negra". Para surpresa de muitos, acredita-se que ele foi o primeiro britânico moderno.

 

Um novo projeto do Museu de História Natural de Londres e da University College London revelou resultados de ADN inovadores que proporcionam uma imagem muito mais clara dos primeiros habitantes britânicos. O esqueleto do homem cheddar foi descoberto em 1903 na Gough's Cave, localizado no desfiladeiro de Cheddar em Somerset, em Inglaterra. Pensa-se que a temperatura fresca na caverna ajudou a preservar o valioso ADN do esqueleto.

 

"Se o corpo foi depositado num bom ambiente, onde houve uma temperatura fresca e constante, então o osso petroso é um bom material para encontrar ADN útil e antigo", afirmou Selina Brace, do Museu de História Natural, especializada no estudo de antiguidades de ADN. Os cientistas obtiveram ADN do Homem Cheddar, ao perfurar um buraco de 2 milímetros no crânio e extraindo osso em pó.

 

Inicialmente, assumiu-se que o homem, que morreu aos 20 anos, tinha uma pele pálida, mas novas análises e reconstruções faciais revelaram o contrário. Acredita-se agora que os ancestrais do homem de Cheddar chegaram à Grã-Bretanha pelo Médio Oriente depois de deixar África.

 

"O Homem Cheddar é especial porque ele representa a população que ocupava a Europa na época", disse Tom Booth, um bio-arqueólogo do museu. "Eles tinham pele escura e a maioria deles tinham olhos pigmentados, tanto azul quanto verde". Dados de software usados em testes forenses levaram a Booth e a equipa a compreender melhor a pigmentação da pele de Cheddar Man. A investigação sobre os vestígios esqueletais revelou que o Homem Cheddar tinha "marcadores genéticos de pigmentação da pele geralmente associados à África subsaariana".

 

"O esqueleto do Homem de Cheddar revelou danos à frente do crânio, o que nos levou a acreditar que ele teve uma morte violenta. Mas quando olhamos novamente, pareceu provável que o dano tenha ocorrido quando foi desenterrado ", explicou Booth. "É bastante difícil descobrir através dos ossos como ele morreu, já que a maioria das doenças não deixa rasto nos humanos".

 

Usando a impressão 3D, Adrie e Alfons Kennis conseguiram reconstruir o Homem de Cheddar. O modelo demorou vários meses para construir e é descrito como "verdadeiramente único". A Booth descreveu o seu trabalho como "incrível" e disse que os dois irmãos são "feiticeiros" qualificados pois conseguiram converter anos de trabalho árduo e pesquisas.

 

Os especialistas dizem que o antepassado era um caçador-coletor mesolítico que passava os seus dias a esculpir ferramentas, pescar e caçar animais. Os investigadores dizem que ele tinha cerca de 166 centímetros de altura. Acredita-se que o Homem Cheddar está relacionado a 1 em cada 10 pessoas que vivem nhoje no Reino Unido. (Booth também disse que, ironicamente, o Homem Cheddar era intolerante à lactose).

 

O Homem Cheddar existiu antes que a agricultura se tivesse espalhado na Grã-Bretanha. Ao olhar, podemos dizer que ele teria sido incapaz de digerir o leite natural ", disse Booth.

 

Não demorou muito para que o Homem Cheddar se sentisse mundialmente conhecido no Twitter. As reações às descobertas extraordinárias foram misturadas. Alguns elogiaram o trabalho dos envolvidos com a reconstrução do esqueleto mais antigo da Grã-Bretanha.

 

No futuro, Booth disse: "estaremos a procurar mais informações sobre a dieta, estilo de vida e verificar as doenças comuns neste período".

 

"Nós não temos outros esqueletos completos desse período", disse ele. "Eles geralmente estão em pedaços. Portanto, estamos determinados a usar Cheddar para descobrir o máximo que pudermos. Ele definitivamente deixará um grande legado ".

 

O esqueleto completo do homem de Cheddar foi emprestado ao museu e está atualmente em exibição.

 

Veja aqui o nosso teste de adn ancestral tribos.

 

Comentários: 0

Este tema encontra-se fechado. Não podem ser adicionadas mais respostas.