Teste de ADN - Realização da Colheita

 

A colheita de ADN é realizada na cavidade bucal, de forma totalmente segura e não invasiva. Para a colheita de ADN são utilizadas zaragatoas bucais ('algo parecido com um cotonete')  onde se esfrega contra a bochecha interior para colher células da Boca.

colheita_de_ADN_com_zaragotas

 


  informacao_teste_de_ADN_paternidadepermita-nos esclarecer antes que se torne uma dúvida

A colheita de sangue não é mais fiável que as células da boca. É errado afirmar que o sangue é mais fiável que as células da boca. Em algumas situações, excepcionais, podemos afirmar que o sangue é uma amostra menos fiável que qualquer outra, por exemplo, no caso de um transplante de medula óssea ou uma transfusão de sangue a pessoa passa a ter dois ADN na sua corrente sanguínea. A fiabilidade e segurança do teste de ADN está no número de marcadores genéticos utilizados no exame. O exame de Paternidade utiliza no mínimo 21 a 24 marcadores genéticos, uma fiabilidade muito superior aos exames de sangue com 15/16 marcadores genéticos utilizados por outros laboratórios.
 

 

Procedimento para a recolha de amostras de ADN

Aplicativo

 

Passo 1: Preenchimento do(s) envelope(s) de transporte


Retire um envelope do kit. Assegure-se que irá utilizar o envelope correto para cada pessoa. Para isso deve fazer o preenchimento em primeiro lugar dos envelopes e só depois fazer a colheita de ADN.
Preencha toda a informação solicitada no envelope, incluindo a raça.

 

O preenchimento do nome nos invólucros de transporte das amostras é facultativo, contudo a CódigoADN™ recomenda sempre o preenchimento dos nomes, visto que, estes serão utilizados no relatório para identificação dos perfis genéticos;


 
Passo 2: Recolha das amostras usando as zaragatoas


Abra o invólucro na parte oposta da ponta de algodão. Retire uma zaragatoa, com cuidado para não tocar na ponta de algodão. – ( Cada invólucro contém duas zaragatoas; )

Abra bem a boca. Insira a zaragatoa na boca e esfregue vigorosamente para a frente e para trás, para cima e para baixo na bochecha interior, durante 30 segundos. Rode a zaragatoa enquanto esfrega – é importante recolher células em toda a zaragatoa.


NOTA: Uma amostra insuficiente poderá implicar uma nova recolha de ADN e atraso no envio do resultado.


 
Passo 3: Colocar as zaragatoas no envelope


Retire a zaragatoa da boca e coloque diretamente dentro do envelope respetivo. (Não coloque a zaragatoa dentro do invólucro esterilizado). Tenha cuidado para que não entrem em contacto com nenhum tipo de plástico.

Repita o processo com a outra zaragatoa. Use duas zaragatoas na bochecha interior direita e duas zaragatoas na bochecha interior esquerda. Assim que as quatro zaragatoas tenham sido utilizadas e colocadas no respetivo envelope, feche o envelope com fita-cola (não sele com saliva).


 
Passo 4: Seguir os Passos de 1 a 3 para cada participante na recolha de ADN

Recolher as amostras de cada individuo seguindo os Passos de 1 a 3. Recorde-se de preencher cada envelope corretamente e use quatro zaragatoas para cada pessoa.


 
Passo 5: Guarde o RL (Número de Referência)

Dentro da embalagem do Kit encontrará uma folha com os dados de pagamento e um número de referência – XXXX-9999-XXXX) Este número é encontrado nos envelopes de transporte e na folha de pagamento. Guarde esta referência para futuros contactos (não divulgue nem partilhe esta referência).


 
Passo 6: Envio das amostras

Coloque todos os envelopes das amostras e ficha de cliente no envelope franqueado fornecido. Feche o envelope e coloque no Correio.
Aguarde pelo seu resultado. Dependendo da complexidade dos testes a efetuar, este pode demorar de 3 a 10 dias úteis.

Para se obter um perfil de ADN válido para execução do teste de ADN, precisamos que nos envie as células da boca. Apenas um esfreganço contra a bochecha. Este kit é tudo o que precisa para nos enviar as suas amostras.

 

kit_colheita_de_ADN