10 Curiosidades sobre o ADN, cromossomas e test...

Publicado em por

10 Curiosidades sobre o ADN, cromossomas e testes de ADN

10 Curiosidades sobre o ADN, cromossomas e testes de ADN

Com o crescente interesse  em  testes de ADN sejam de ancestralidade, testes de ADN com foco na nutrição, com o cuidado da pele entre outros, a ciência do ADN tornou-se presente no dia-a-dia das pessoas em todo o mundo.

Os teste de vinculos biológicos são os mais antiigos assim como os kits de recolha de adn para testes de paternidade de ADN, até mesmo a sua disponibilização on-line que ajuda as pessoas a fazer a colheita do seu ADN no conforto da sua casa, mantendo o sigilo e a confidencialidade do exame que estão a executar.

Após o envio das suas amostras para o laboratório, em algumas semanas, tem acesso a factos sobre o seu passado que por vezes podem ser “um gatilho” na forma de pensarmos, como por exemplo descobrir as rotas de migração de seus antepassados, a resposta do corpo a nutrientes importantes, os exercícios que melhor funcionam consigo, ou o quão sensível é a sua pele. Mas o uso do ADN a cada dia que passa vai mais além, como determinar a aparência do cão – composição da raça ou verificar a saúde genética do seu gato. As aplicações úteis da análise do ADN estão a explodir, e é verdadeiramente uma ciência com infinitas possibilidades. Mas a maioria de nós não é cientista e por vezes nem tem uma compreensão básica do que é o ADN ou a forma como ele funciona, então aqui estão 10 fatos do ADN muito básicos e úteis para todos.

TESTE_DE_ADN_E_CROMOSSOMAS

 

1.ADN significa ácido desoxirribonucleico e é o mensageiro básico da criação de seu corpo

O que o ADN faz? Para colocá-lo de forma muito simples, as sequências de ADN específicas enviam mensagens para proteínas com instruções sobre uma tarefa a realizar, como "fazer uma unha humana". O ADN para cada espécie é único, e é por isso que os seres humanos só criam outros humanos, os cangurus fazem outros cangurus , e margaridas produzem apenas outras margaridas e não tulipas.

 

2. O ADN é encontrado em todos os seres vivos

Plantas e animais têm ADN. Encontra-se principalmente na área de uma célula chamada núcleo, e na parte da célula chamada mitocôndria. Cada célula humana pode conter 10 000 genes compostos de ADN, e se desenrolar todo o ADN de uma célula ele chega a um comprimento de 1,82 metros. Isto dá-lhe uma ideia não só da quantidade de ADN em cada célula, mas também de quão minúsculos são estes "blocos de construção da vida".

 

3. O ADN consiste em bases, açúcares e fosfatos

As bases no ADN são adenina (A), guanina (G), timina (T) e citosina (C). Estas são bases químicas; são exclusivamente pares como A para T e C para G, e são conhecidos como pares de bases. Cada base é anexada a uma molécula de açúcar e a uma molécula de fosfato, formando o que é chamado de nucleótido. Estes são os componentes básicos do ADN: como eles trabalham juntos é o que cria a "magia" científica.

 

4. A estrutura do ADN é uma dupla hélice, por isso parece uma escada em espiral

Um fio de ADN realmente é parecido com uma escada torcida, com os pares de bases formando os degraus, e as moléculas de açúcar e fosfato criando as peças da escada. O que é importante lembrar sobre esta estrutura é que a ordem dos degraus é o que ajuda a determinar o que o ADN codifica, seja para um cabelo humano ou para a folha de uma árvore.

 

5. O ADN é encontrado em genes contidos em cromossomos

Muitas pessoas ficam confusas com genes e cromossomos. Os genes são compostos por ADN. Como cada célula possui muito ADN, as vertentes do ADN envolvem-se em pequenos pacotes extremamente apertados. A forma empacotada do ADN é chamada de cromossoma. A explicação de tudo isso pode tornar-se bastante difícil, então a maneira mais fácil de visualizá-lo é: o ADN está em genes e os genes estão em cromossomos.

 

6. 46 cromossomas são encontrados em humanos

Tipicamente, os seres humanos têm 23 pares de cromossomas em cada célula. Destes pares, 22 são os mesmos para homens e mulheres. É este último cromossoma que diferencia os sexos. As mulheres têm dois cromossomos X: XX. E os homens têm um cromossoma X e um Y: XY. Num relatório de teste de ADN de vinculo biológico, este gene tem o nome de amelogenina.

 

7. O número de cromossomas varia de espécies para espécies

O número de cromossomas varia amplamente nos reinos animal e vegetal. Os cavalos têm 64, os caranguejos têm 254, as batatas têm 48. Não se pode identificar uma espécie apenas por seu número de cromossomos, e não é o número que importa, mas sim a informação contida nesses cromossomas. Humanos e chimpanzés partilham 96% de seus genes!

 

8. Géneros idênticos têm perfis de ADN idênticos

Com a possível exceção de algumas mutações, os perfis de ADN entre gêmeos idênticos não podem ser distinguidos um do outro. É por isso que os gêmeos são chamados de idênticos! Quando um único óvulo se divide em dois, 100 por cento do mesmo ADN é partilhado pelos dois embriões. Os gémeos fraternos, ou “falsos”, por outro lado, partilham a mesma quantidade de ADN que os irmãos regulares: 50%. Curiosamente, gémeos idênticos podem não ter as mesmas impressões digitais. As impressões digitais podem ser afetadas por flutuações hormonais no útero e fatores ambientais também.

 

9. O ADN é herdado dos nossos pais

Nós herdamos metade do nosso ADN da nossa mãe biológica e metade do nosso pai biológico. Irmãos e irmãs partilham 50% do ADN, no seguimento do exposto pode-se concluir que herdou 25% do seu ADN de seus avós. É por isso que uma neta pode ter a forma do nariz da sua avó em vez de sua mãe. A nossa aparência geral depende de combinações genéticas provenientes de uma “sopa de ADN” que tem muitos séculos!

 

10. Como o ADN é único para cada pessoa, ele pode ser usado para identificar pessoas e pode ajudar a estabelecer a paternidade de uma criança

Com a exceção de gémeos idênticos, o ADN é único para cada pessoa. É por isso que o teste de ADN é usado tão amplamente na aplicação da lei, análises dos nossos antepassados (como testes de ascendência) e, claro, para testes de paternidade. Um relatório de um teste de paternidade mostra os dados de ADN partilhados entre as partes testadas em 20 ou mais marcadores genéticos chave e, em seguida, usa uma fórmula estatística para determinar a probabilidade de uma relação biológica entre o homem e a criança testada. A ciência é tão confiável que os tribunais confiam nos resultados legais do teste de paternidade ao tomar importantes decisões de direito familiar.

 

Conclusão:

Bem-vindo à idade do ADN! A ciência e suas descobertas e aplicações associadas estão a crescer a uma taxa surpreendente e esta tendência, sem dúvida, continuará no século XXI. As possibilidades são realmente infinitas.

 

VEJA AQUI MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O TESTE DE PATERNIDADE >>

VEJA AQUI MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O TESTE DE ANCESTRALIDADE TRIBOS >>

Comentários: 0

Este tema encontra-se fechado. Não podem ser adicionadas mais respostas.