Paternidade e Testes de ADN com Familiares

Publicado em por

Paternidade e Testes de ADN com Familiares

Paternidade e Testes de ADN com Familiares

 

A ciência do ADN revolucionou a indústria dos testes de relacionamento de paternidade e de família deixando de haver discriminação entre indivíduos, as opções de colheita de amostras não invasivas, tempo de resposta mais rápido e preços mais baixos, faz com que os testes de adn 100% fiáveis sejam acessíveis para todos os setores da sociedade.

Este artigo apresenta os detalhes sobre o processo do teste de paternidade, incluindo a interpretação de resultados. Abaixo veja a lista de conteúdo que pode ler sobre a ciência do ADN envolvida no teste de paternidade.

 

  • Herança do ADN
  • Perfis genéticos
  • Teste de ADN Dual Process ™
  • Interpretação dos resultados do teste de paternidade
  • Outros testes de relacionamento familiar

 

A ciência do ADN: o ADN é herdado de ambos os pais biológicos

O ADN, também conhecido como ácido desoxirribonucleico, é encontrado em todas as células do corpo. É composto por quatro moléculas diferentes: adenina (A), timina (T), citosina (C) e guanina (G). Como as letras de um alfabeto, estas quatro moléculas são organizadas em sequências específicas que dão as instruções diárias ao nosso corpo. O ADN contém informações que dita as nossas características físicas, como características faciais, altura e até saúde.

 

Durante a conceção, o espermatozoide do pai e o óvulo da mãe, cada um contendo metade da quantidade de ADN encontrada nas células do corpo correspondente, encontram-se e fundem-se para formar um óvulo fertilizado. Esse óvulo contém um conjunto completo de moléculas de ADN, uma combinação única de ADN de ambos os pais. Em seguida o óvulo divide-se e multiplica-se em um embrião e depois, um ser humano completo.

 

Em cada estágio de desenvolvimento, todas as células que formam o corpo contêm a mesma metade do ADN do pai e metade da mãe. É este o facto que permite aos cientistas usar uma variedade de métodos de amostragem para testes de ADN. Podemos obter amostras em praticamente qualquer estágio de desenvolvimento e de qualquer parte do corpo - e ainda obter os mesmos resultados, porque estas amostras contêm o mesmo ADN.

 

Cada pessoa tem um perfil genético único que reflete essa herança.

 

Os Locais específicos (chamados locus) em ADN humano apresentam padrões de herança previsíveis que podem ser usados para determinar relações biológicas. Estas localizações contêm sequências de ADN específicas, chamadas de marcadores, que os cientistas forenses usam como marcas de identificação para indivíduos. Num teste comum de paternidade de ADN, os marcadores usados (STRs), são pequenos fragmentos de ADN que ocorrem em diferentes padrões de repetição entre indivíduos.

 

O ADN de cada pessoa contém duas cópias destes marcadores: uma cópia herdada do pai e outra da mãe. Dentro de uma população, os marcadores na localização do ADN de cada pessoa podem diferir em comprimento e às vezes em sequência, dependendo dos marcadores herdados dos pais.

 

A combinação dos tamanhos de marcador genéticos encontrados em cada pessoa representa o seu perfil genético. A CódigoADN examina um mínimo de 18 marcadores STR para criar um perfil genético para cada pessoa testada num teste de paternidade, identidade ou relacionamento familiar.

 

 

O departamento cientifico dos laboratórios da CódigoADN obtém as amostras de ADN de cada pessoa para criar perfis genéticos individuais

Os laboratórios obtêm amostras de ADN de esfreganços bucais (bochechas) para testes e análises. As zaragatoas bucais são como cotonetes de algodão, mas usamos um polímero especial Ducron® em vez de algodão para fornecer uma superfície consistente para a colheita de ADN. Quando as amostras chegam ao nosso laboratório, a nossa equipe verifica cada involucro de amostras à medida que chega, procurando sinais de adulteração. Se o invólucro estiver intacto,  é submetido à execução do teste de ADN Dual Process ™. Duas equipes independentes fazem o seguinte:

 

  1. Verificam os documentos de acompanhamento para garantir que todos os formulários sejam devidamente preenchidos
  2. Atribuí o número do caso e cria um registo para a amostra
  3. Pega em metade das amostras da zaragatoa bucal e purifica o ADN das zaragatoas. A purificação e o isolamento do ADN são realizados usando os nossos sistemas de robótica Biomek®
  4. Realizam a reação em cadeia da polimerase (PCR) para fazer bilhões de cópias dos marcadores de ADN
  5. Analisa os produtos resultantes do PCR utilizando o analisador genético ABI Prism® 3100. Estes detetam os tamanhos dos marcadores em cada amostra, gerando os dados brutos.
  6. A equipe rastreia cuidadosamente as amostras e verifica a conclusão de cada etapa em todo o processo. Os dados brutos das duas equipes são revistas pelo diretor do laboratório. Se os dados não apresentarem anomalias, os cálculos estatísticos podem então ser realizados dos perfis genéticos de cada grupo testado.

 

Num teste de paternidade, os perfis genéticos são comparados para ver se o perfil da criança tem alelos correspondentes ao pai e à mãe testados

Um relatório de teste de paternidade lista os perfis genéticos de cada parte testada, observando os tamanhos de alelos dos diferentes marcadores testados. A tabela abaixo mostra resultados parciais de um teste de paternidade. São mostrados os tamanhos de três dos marcadores de cada pessoa. Os números em vermelho significam os alelos que a criança herdou da mãe, e os pretos são os alelosl herdados do pai.

Teste_de_Paternidade_Locus

 

* Na tabela acima, apenas é dado um valor para o CSF1PO do alegado pai - isso significa que ele herdou o mesmo tamanho de marcadores de seus pais, ou seja, o pai para o marcador CSF1PO também tode ser representado como (7,7) em vez de só 7.

 

O nosso laboratório atinge uma Probabilidade de Paternidade de pelo menos 99,999%, se não forem encontradas mutações genéticas.

 

Em outros testes de relacionamento familiar, os perfis genéticos dos participantes são comparados para ver se o grau esperado de ADN partilhado existe

O relatório do teste de ADN em outros testes de relacionamento familiar, como exames de avós e irmãos é semelhante a um relatório de teste de paternidade. Contudo a partilha de ADN entre os dois intervenientes é que deve ser diferente.

O relatório mostra os perfis genéticos de cada pessoa testada. Se houver marcadores partilhados entre os indivíduos testados, a probabilidade de relação biológica é calculada para determinar a probabilidade de os indivíduos testados partilhar os mesmos marcadores devido a uma relação biológica.

Há uma variedade de marcadores de ADN que podem ser usados para determinar relacionamentos familiares, identificar indivíduos, até mesmo deduzir a sua ascendência.

 

Veja mais sobre o teste de paternidade

 

Comentários: 0

Este tema encontra-se fechado. Não podem ser adicionadas mais respostas.