Imprimir

Teste de ADN Confidencial

Publicado em por

Teste de ADN Confidencial

Teste de ADN Confidencial

Após ter enviado o seu ADN para uma empresa de testes de ADN, o que fazem com o meu ADN? E, o que pode acontecer com o meu ADN?

 

Noticias/ Relatórios recentes têm provocado indignação nas questões de privacidade em torno de empresas que vendem testes de ascendência, ou testes de ancestralidade, em particular, com a empresa Ancestry.com. O incidente ocorreu no estado de Idaho – Estados Unidos da América, já que ancestry.com partilhou informações de seu banco de dados com a polícia de Idaho. Isto ocorreu sem o consentimento dos utilizadores deste serviço da ancestry.com.

 

Qual foi o crime? (A história resumida)

 

Angie Dodge foi encontrada assassinada em 1996 no seu apartamento no estado de Idaho. O sémen foi encontrado na cena do crime, infelizmente o ADN não correspondeu a ninguém no perfil da polícia que já se encontrava em base de dados. (existem desenvolvimentos incluindo a condenação de uma pessoa inocente neste caso, que para as questão que pretendemos levantar neste artigo não é relevante, se pretende saber mais sobre o caso, basta fazer uma pesquisa no google pelas palavras  (“ Angie Dodge  + Idaho + ancestracy “).

 

Em 2014, a polícia estadual de Idaho reabriu o caso e enviou as amostras de ADN para um laboratório detido pela empresa ancestry.com.

 

"A polícia de Idaho enviou a amostra de sémen para um laboratório privado para extrair um perfil de ADN que incluía YSTR e mtDNA – ADN genético utilizado para determinar relações patrilineares e matrilineares. A policia optou por usar um laboratório ligado a uma empresa privada de genealogia, utilizando a sua base de dados Sorenson (agora da propriedade da Ancestry.com). Ancestry.com ligou o ADN da cena do crime ao ADN de um homem nascido em 1952. Esse homem não se adaptou ao perfil de idade do assassino, então os pesquisadores usaram a informação genealógica para traçar sua linha descendente masculina e encontrar seu filho, Michael Usry Jr., nascido em 1979. "

 

A polícia de Idaho emitiu um pedido judicial obrigando ancestry.com a divulgar as informações pessoais de todas as correspondências encontradas em sua base de dados, incluindo nomes completos e data de nascimento. Com o tempo, a polícia resolveu Michael Usry, Jr. como seu principal suspeito.

 

A polícia também conectou Michael Usry em Idaho Falls depois de descobrir que ele tinha vários amigos do Facebook que viviam perto da área. O fato de Usry gostar de fazer filmes sobre assassinatos também não o ajudou.

 

"A polícia verificou que Usry era um cineasta que havia participado em algumas curtas metragens que tinham homicídios ou assassinatos na linha da história. Com base nesta evidência completamente circunstancial, a policia de Idaho obtiveram uma autorização para fazer a colheita do ADN de Usry. Levaram-no para uma sala de interrogatório, questionaram-no sem um advogado e eventualmente colheram uma amostra de ADN. Em seguida, Usry aguardou os resultados. "

 

O seu ADN não combinou. Michael Usry foi finalmente libertado.

 

Este crime abriu a porta para um debate sobre os direitos de privacidade dos consumidores que desejam usar uma empresa de testes de ADN.

 

A principal questão é se de facto o seu ADN está seguro ao fazer testes de adn recreativos – testes de ancestralidade?

 

Nota Importante: Excluímos deste tópico questões relacionadas com venda ilegal e abusiva de perfis de adn a farmacêuticas -  de empresas de testes de ancestralidade que praticam preços muito baixos sem estarem estabelecidas legalmente.

 

É importante que, ao confiar numa empresa que venda testes de ancestralidade - ascendência, escolha uma empresa que garanta a sua privacidade. Todos os aspetos da empresa devem ser pesquisados, isto inclui todas as formas desde a sua legalidade aos laboratórios que utilizam para fazer a extração de adn.

 

Pode também ler o acordo de privacidade e os termos e condições, caso contrário o seu ADN pode acabar a ser vendido à melhor proposta, ou até mesmo ser utilizado num processo judicial, como o de Michael Usry, Jr.

 

Quer saber qual é a política de privacidade do da CódigoADN? Clique aqui para saber mais.

Comentários: 0

Este tema encontra-se fechado. Não podem ser adicionadas mais respostas.