Imprimir

Trocas de bebés à nascença - Teste de ADN

Publicado em por

Trocas de bebés à nascença - Teste de ADN

Trocas de bebés à nascença - Teste de ADN

 

É mais provável ver em séries ou novelas do que na vida real. Mas o pesadelo sobre a troca dos bebés no nascimento acontece por todo o mundo, desde os países subdesenvolvidos aos países que mais tecnologia têm. Programas de TV como "ABC's Switched at Birth" e até mesmo as revistas cor de rosa explorou - e sim, explora - este tópico porque é tão horrível, mas que tanta tinta faz correr.

 

Mas se está a fazer crescer a sua família, realmente deve preocupar-se com os bebés trocados no nascimento no hospital. Aqui estão alguns fatos.

 

Troca do bebés: algumas estatísticas rápidas

Cerca de 500.000 bebés nos E.U.A. a cada ano podem estar em risco de ir para casa com os pais errados, mesmo em centros clínicos com sofisticados métodos de identificação implementados.

Embora seja difícil de documentar especificamente, algumas estimativas dizem que em qualquer ponto durante a permanência no hospital, cerca de um em cada quatro bebês pode ser temporariamente entregue aos pais errados.

Até 18 bebés por ano podem realmente ir para casa com famílias que não são suas, embora a troca do bebé seja geralmente detetada quase imediatamente após o incidente.

Apesar das estatísticas acima, apenas oito incidentes com bebés trocados no nascimento foram fisicamente documentados nos Estados Unidos entre 1995 e 2008. Pode ser porque não existe legislação para que os incidentes sejam reportados e registados, o que torna as estatísticas difíceis e quase impossíveis de estar perto da realidade.

 

Na vida real: Os pesadelos com as trocas de bebés!

 

Mtsensk, Rússia Central.

Quando o seu filho tinha dois anos de idade, uma mãe russa descobriu que a etiqueta de Identificação da maternidade de seu bebé tinha o nome de uma mulher diferente. Após várias diligências conseguiu conhecer a outra mãe e os seus filhos foram trocados novamente. Foi uma época muito difícil para ambas as famílias e a enfermeira responsável por estes bebêés trocados no nascimento foi demitida.

maes_russas

 

Marion, Illinois

A intuição de uma mãe foi “acordada” quando ia a caminho de para casa com o seu filho recém-nascido. Ela sentiu que algo não estava certo. Descobriu em horas que tinha o menino errado e que o seu filho tinha sido enviado para casa com outra pessoa. Aparentemente, as etiquetas de identificação dos bebés foram trocadas quando foram circuncisados.

 

El Salvador

Em 2015, um homem britânico e sua esposa salvadorenha deram à luz um bebé no Hospital. O bebé de cabelos escuros e castanhos parecia-se apenas com a sua mãe - ou então assim o pensavam. Acontece que acabaram por ir para casa com a criança errada. O casal esteve com a criança 3 meses, mas suspeitou. Um teste de ADN provou que o bebé não era dele, e os bebés trocados no nascimento foram evolvidos às suas famílias adequadas. O bebé do casal era loiro e de olhos azuis pois o seu pai era britânico.

salvadoran-babies-switched-at-birth-300x149

 

Como prevenir para que não ocorram trocas na nascença.

Entre em contato com o hospital onde dará à luz antes do tempo e coloque perguntas específicas sobre as medidas que eles têm implementadas para evitar uma troca acidental do seu bebé. Agora já existem planos de nascimento, que são entregues aos enfermeiros e médicos. É o seu bebé, e tem o direito de fazer todas estas questões!

Em seguida, fique atento sobre o paradeiro do seu bebé quando estiver no hospital. Muitas mães hoje recusam-se a deixar os seus bebés fora de sua vista durante a sua estadia.

Verifique as etiquetas de identificação do seu bebé sempre que estiver com eles e definitivamente antes de sair do hospital.

Preste atenção à sua voz interior - se se sentir estranha com o seu bebé, ou se algo simplesmente não a faz sentir bem, fale e faça algo sobre isso. Se chegar ao extremedo de dúvida, faça um teste de maternidade num laboratório acreditado e confiável para confirmar a identidade do bebé.

 

Pensamentos finais

Se suspeita que o seu bebé ou criança pode ter sido trocado, ou se é um adulto que não tem certeza do seu parentesco a maneira mais segura de colocar a sua mente e coração à vontade é fazer um teste de maternidade de ADN. Funciona exatamente como um teste de paternidade: tudo o que é preciso é um esfreganço bucal rápido e um desejo de conhecer a verdade.

 

TESTE DE MAERNIDADE - SAIBA MAIS AQUI - Teste de Maternidade

Comentários: 0

Este tema encontra-se fechado. Não podem ser adicionadas mais respostas.