Imprimir

Blog

Blog, Noticias, Legislação e Recursos para testes de ADN - Código ADN
Mostrar conteúdo actual em RSS feed

Blog, Noticias, Legislação e Recursos para testes de ADN - Código ADN

Recursos, Noticias, legislação e curiosidade sobre teste de adn e paternidade. Avanços na genética e nos testes de adn disponibilizados ao consumidor final. 

teste de paternidade


1 - 10 de 122 resultados
Publicado em por

Qual é a precisão de um teste de paternidade de ADN feito em casa?

Ler contributo inteiro: Qual é a precisão de um teste de paternidade de ADN feito em casa?

 

 

O teste de paternidade de ADN é a maneira mais precisa de descobrir quem é o pai! O poder do teste de ADN para identificação humana é indiscutível - é o método de ouro e existe há mais de 25 anos.

No entanto, a maioria das pessoas ainda não entende exatamente como o ADN é usado ao comparar duas pessoas relacionadas, como pai e filho. E existem muitos fatores que influenciam a precisão de um teste de paternidade de ADN, encontre as respostas abaixo neste artigo.

 

Teste de ADN – Comparação de perfis de ADN.

A ciência do teste de paternidade é comparar uma amostra de ADN com outra para ver o quanto em comum há entre duas. Se não houver nada em comum ( ou seja, falha em mais de 3 marcadores genéticos) , é seguro dizer que as amostras e, portanto, as pessoas que estão em teste não estão relacionadas. Se as amostras de ADN têm características em comum, cabe ao cientista determinar se as pessoas estão relacionadas. No caso de pai e filho, o objetivo final é descobrir se em todos os marcadores genéticos houve a herança de um alelo do pai, ocorrido esta herança o teste é positivo, logo as pessoas são relacionadas diretamente.

 

Experiência, Tecnologia e Geneticistas.

Cada laboratório de teste de ADN é uma combinação de equipamentos e técnicos de laboratório. Máquinas e pessoas. A melhor garantia de fiabilidade é ter a certeza que os seus testes utilizam a mais recente tecnologia que pode fornecer uma análise mais precisa e a uma equipe científica especialista no seu trabalho. Para confiar nos resultados do teste de ADN, é fundamental que esteja confiante no laboratório que está a realizar o seu teste. A experiência do laboratório é crítica, e a equipe que se dedica em exclusividade a esta área no laboratório é importante. Claro que não menos importante são as várias certificações e acreditações de outras organizações que frequentemente inspecionam a qualidade dos serviços. Isto garante uniformização dos serviços, procedimentos e políticas de qualidade, garantindo assim 100% de fiabilidade num teste de ADN.

 

Automação, Robótica e Precisão.

Quando mais ADN se analisa em cada teste, cada vez se os testes de ADN são mais complexos. Logo a automação (robótica) é fundamental. Em vez de se manipular cada amostra de ADN muitas vezes, a automação permite uma manipulação mínima, o que significa que há menos motivos para erro. Além disso, os laboratórios da CódigoADN foi dos primeiros a repetir todos os testes duas vezes, para garantir 100% de precisão. Cada amostra de ADN é dividida e percorre caminhos separados, incluindo técnicos geneticistas diferentes, e depois comparados no final para garantir que os mesmos resultados sejam encontrados em todos os testes. Embora não seja um passo que para o requerente do exame de ADN seja visível, esta é uma grande parte para garantir que um teste de paternidade de ADN seja preciso.

 

TESTE DE PATERNIDADE ADN

Ler contributo inteiro
Publicado em por

5 perguntas sobre o que é e a fiabilidade do Teste de ADN/ Paternidade

Ler contributo inteiro: 5 perguntas sobre o que é e a fiabilidade do Teste de ADN/ Paternidade

O teste de ADN pode abrir várias portas para aprender mais sobre si a sua família e sua saúde. Com todos os benefícios relacionados aos serviços de teste de ADN, há muitas razões para participar neste novo e fascinante mundo de descoberta. Claro que existem exames mais sérios, no sentido, de não ser algo lúdico ou para o conhecimento do próprio.

Um dos serviços mais requisitados nos nossos laboratórios é o teste de paternidade. Estes testes ajudam a responder às suas perguntas e trazem clareza à sua situação. Mas as principais questões levantadas são: posso confiar? e os testes de paternidade são sempre precisos?

 

O que é teste de paternidade?

O teste de paternidade é usado para ajudar a determinar se o homem que está a ser testado é o pai biológico de uma criança. Estes testes extraem o ADN de cada indivíduo e procuram semelhanças nas cadeias de ADN para determinar um relacionamento. O ADN é único para o indivíduo, mesmo entre pai e filho. No entanto, uma criança que partilha metade de seu ADN com cada um dos pais, é possível ver as muitas semelhanças entre os dois indivíduos que participam num teste de paternidade (considerando que o teste de paternidade é positivo).

 

→ TESTE DE PATERNIDADE INFORMATIVO (24 MARCADORES GENÉTICOS)

→ TESTE DE PATERNIDADE PREMIUM (33 MARCADORES GENÉTICOS)

 

Como funciona o processo do teste?

O processo de teste de paternidade começa com um simples zaragatoa «cotonete» bucal nas bochechas. Através da CódigoADN, pode comprar um kit de teste de paternidade que conterá todo o material necessário para a colheita de ADN. Ao passar o cotonete pela parte interna da bochecha efetuará a colheita de ADN, em seguida deverá colocá-lo em invólucro próprio, fornecido no Kit de colheita de ADN e terá que identificar as pessoas em teste. Este ADN é então extraído, analisado e comprado com o ADN do outro participante para determinar a probabilidade de um relacionamento biológico.

 

Pode existir um falso positivo?

Embora os testes de paternidade sejam tipicamente precisos, ainda existem fatores que podem contribuir para um teste de paternidade falso-positivo. A confiabilidade desses testes pode ser distorcida quando existe uma relação muito próxima entre os alegados pais em teste. Por exemplo se os possíveis pais da criança são gémeos ou se os possíveis pais são irmãos, mas a mãe não participa no exame. Neste caso pode de facto haver um falso positivo, por isso é que deve sempre alertar o laboratório para esta situação. E até talvez submeter um pedigree de um teste de ADN .

 

Devo fazer vários testes?

Não existe resposta certa para esta pergunta. Fazer outro teste de paternidade nem sempre é necessário. Os resultados são bastante precisos e podem determinar a probabilidade de um emparelhamento biológico a partir das amostras iniciais de ADN. No entanto, se obtiver resultados chocantes ou desejar uma melhor tranquilidade com o resultado do primeiro teste, outro teste de paternidade pode ser o que precisa. Sob determinadas condições o nosso laboratório oferece uma contra-análise realizada em laboratório diferente internacional, sem qualquer custo para o nosso cliente.

 

Quais os serviços de relação complexa disponibilidade pela CódigoADN?

Quando procura um serviço confiável de um teste de paternidade em qual pode confiar? A CódigoADN oferece serviços de teste de paternidade usando o processo de identificação humana. Este processo é usado para garantir a precisão, determinando várias possibilidades de relacionamento. Normalmente este serviço é utilizado quando não se tema certeza da filiação dentro da mesma família. Por exemplo, se mãe é a mãe registada ou a tia. Para isso analisamos todos os ADN disponíveis, dentro desta relação biológica complexa.

 

TESTES DE ADN COM FAMILIARES - RELAÇÕES COMPLEXAS

.

→ TESTE DE ADN COM AVÓS

→ TESTE DE ADN COM TIOS

→ TESTE DE ADN COM PRIMOS EM 1º GRAU

Ler contributo inteiro
Publicado em por

7 Vantagens na Realização de um Teste de Paternidade

Ler contributo inteiro: 7 Vantagens na Realização de um Teste de Paternidade

 

Os testes de Paternidade estão presentes em novelas, séries, programas de televisão. Normalmente são associados a todos os problemas das famílias. A vida real é muito menos dramática.

 

Os testes de paternidade fornecem respostas e documentação importantes para famílias de todas as origens, áreas geográficas e níveis económicos. Têm benefícios emocionais e práticos, independentemente se o individuo que está a testar é uma criança ou  uma pessoa maior de idade.

Se está a considerar fazer um teste de paternidade, aqui estão 7 vantagens porque o deve fazer.

 

BENEFÍCIOS EM OBTER UM TESTE DE ADN DE PATERNIDADE

 

1. ESTABELECER RESPONSABILIDADE

São necessárias duas pessoas para criar uma criança; portanto, duas pessoas precisam ser igualmente responsáveis ​​pelo bem-estar dessa criança. Obviamente, criar um filho não é uma tarefa fácil.

Ninguém quer criar um filho sozinho ou assumir a responsabilidade pelo filho de outra pessoa. Um teste de paternidade esclarecerá a situação e indicará definitivamente quem precisa de assumir a responsabilidade pela criança.

Isto beneficia a sua família, a sua vida privada e também o tribunal de família. Se precisa de uma decisão de pensão alimentar agora ou no futuro, o tribunal poderá exigir um teste de paternidade. Mesmo se não o fizer, os resultados do teste permitirão que ambos os pais saibam que estão assumindo a responsabilidade apropriada.

 

2. CALE AS SUAS DÚVIDAS DE UMA VEZ POR TODAS

Quando há uma pergunta sobre a paternidade de uma criança, esta pode colocar uma pressão severa na dinâmica da família. Isto é especialmente verdade se a mãe e o pai estão num relacionamento.

As questões de paternidade e os problemas de confiança relacionados que vêm com esta dúvida tendem a aparecer numa situação após a outra. Todas vezes que olha para seu filho, está a analisar os seus comportamentos e características físicas para ver se se assemelham a si ou ao seu parceiro(a).

Um teste de ADN pode esclarecer de uma vez por todas estas duvidas e responder à pergunta que paira sobre sua família como uma nuvem de chuva.

 

3. TENHA A CERTIDÃO DE NASCIMENTO COMPLETA

Quando tem um filho, pode optar por incluir o pai na certidão de nascimento. Muitas famílias não incluem o pai se não tiverem a certeza da paternidade, porque é difícil remover esse nome posteriormente.

Idealmente, porém, a maioria dos pais prefere ter o nome de ambos na certidão de nascimento dos seus filhos. Um teste de paternidade feito logo após o nascimento garante que todos os seus registos sejam consistentes e claros ao longo da vida.

Um teste de ADN pré-natal pode confirmar a paternidade de um pai, para que possa ter a certeza na certidão de nascimento. Se seu filho já nasceu, lembre-se de que também pode fazer um teste de paternidade e adicionar o nome do pai à certidão de nascimento mais tarde.

 

4. TER DOCUMENTAÇÃO PARA OS ADVOGADOS

Uma batalha em tribunal pela custódia da criança nunca é uma experiência divertida. Embora a maioria dos acordos de custódia seja estabelecida entre os pais em comum acordo, esta pode passar para outro nível, se os pais não se entenderem!

Às vezes, os tribunais exigem um teste de paternidade porque conceder a custódia a um homem de uma criança é algo muito importante. Afinal, eles não gostariam de dar a custódia a alguém que não é o verdadeiro pai da criança.

Um teste de ADN fornecerá a documentação necessária para prosseguir com o seu processo judicial.

 

5. DOCUMENTAÇÃO DE CIDADANIA

A paternidade de uma criança não determina apenas sua composição genética e quem é responsável por ela. Também afeta o país ou países em que são cidadãos.

Em Portugal, uma criança é cidadã se nascer de um cidadão português ou se tiver nascido em Portugal. No entanto, os requisitos de cidadania de cada país são diferentes.

Um teste de paternidade pode fornecer a documentação necessária para verificar a cidadania de seu filho. Isto é especialmente verdade se o nome do pai, não estiver na certidão de nascimento do seu filho ou se estiver mal escrito na certidão de nascimento.

 

6. UM SENTIDO DE IDENTIDADE PARA O SEU FILHO

A maioria dos propósitos acima são razões práticas pelas quais pode querer um teste de paternidade para o seu filho. Por mais válido que tudo isso seja, não podemos subestimar o impacto emocional destes resultados.

Quando uma criança é jovem, a sua visão do mundo é limitada. Os seus pais são os seus principais recursos para entender a si mesmos e ao mundo ao seu redor.

Não importa a idade de uma criança pequena, o conhecimento de sua paternidade dá-lhe um senso de identidade mais sólido. Podem reconhecer onde herdaram certos comportamentos ou parecenças físicas e sentir-se mais confiante nos seus relacionamentos com os pais.

 

7. OBTER RESPOSTAS UMA VEZ POR TODAS

Se não tem certeza do impacto que a paternidade de uma pessoa tem na sua vida, pergunte a alguém que não sabe quem é seu pai. Mais importante, pode afetar a visão do mundo de uma criança para toda a vida.

Por maiores que sejam as consequências, um teste de ADN paterno é uma solução notavelmente simples. O teste é rápido, indolor e barato o suficiente para ser acessível a qualquer pessoa.

Se deseja colher todos os benefícios acima e criar um futuro mais estável para sua família, pode dar esse passo.

 

VEJA AQUI MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O TESTE DE PATERNIDADE >>

 

Ler contributo inteiro
Publicado em por

Teste de Paternidade ADN Pré-Natal Durante a Gravidez - CódigoADN

Ler contributo inteiro: Teste de Paternidade ADN Pré-Natal Durante a Gravidez - CódigoADN

 

Está grávida e comprometida com o bem-estar do seu bebé; o seu objetivo é dar uma vida feliz ao seu filho(a). Acima de tudo um relacionamento saudável com ambos os pais. Contudo durante o início desta caminhada, acaba por estar num dilema, não tem a certeza sobre a paternidade do seu filho; ou, apesar de ter a certeza o pai tem dúvidas quanto à paternidade.

Mas de uma coisa ambos têm a certeza, o bem-estar do bebé é muito importante e não podem esperar até que o bebé nasça para ter a certeza de quem é o pai biológico.

A solução é o teste de paternidade pré-natal (teste de paternidade durante a gravidez);

 

Após esta difícil decisão de avançar com o exame de ADN, várias questões sobre os exames são levantadas:

- É seguro e preciso?

- Quais são os benefícios de saber a paternidade antes e não depois da gravidez?

 

No artigo de hoje, responderemos objetivamente às duas questões colocadas acima, assim como questões relevantes sobre o teste de paternidade durante a gravidez.

Continue a ler para saber como funciona, porque é que os testes de paternidade pré-natal não invasivos são a escolha certa? Em vez de um teste de paternidade invasivo?

 

O QUE É UM TESTE DE PATERNIDADE PRÉ-NATAL?

 

Um teste de paternidade pré-natal é exatamente o que o nome diz: É um exame para provar ou refutar a paternidade antes que a criança nasça.

A amostra de sangue da mãe serve como base para determinar a paternidade, pois o ADN do bebé está contido na corrente sanguínea da mãe.

O ADN das células do bebé encontra-se em livre circulação na corrente sanguínea da mãe, geralmente a partir da 8ª semana de gestação, o teste pode ser realizado. Neste estágio, o ADN do bebé pode ser facilmente separado do da mãe.

Uma vez que a amostra de ADN é retirada da mãe e do pai, o ADN da criança é comparado com o do suposto pai.

Os resultados de um teste de paternidade pré-natal são 100% precisos, assim como num teste de paternidade tradicional.

 

PORQUE ESCOLHER FAZER O TESTE DE PATERNIDADE PRÉ-NATAL?

 

Deve optar pela realização de um teste de paternidade durante a gravidez e não esperar que o bebé nasça; Não se trata apenas de paz de espírito. Acima de tudo consegue assegurar a paternidade o mais cedo possível e as responsabilidades parentais são divididas. Também na altura do registo todo o processo será mais célere e sem sobressaltos.

 

Apesar de o valor inicial do teste de paternidade pré-natal, feitas as contas e quando comparado com um teste de paternidade pós-natal, apesar de este primeiro ser mais caro, não convém esquecer, que partir de uma certeza “resultado” existe uma responsabilização dos pais, pelo que no longo prazo, será mais vantajoso e o dinheiro será recuperado.

Se deixar o caso ir para a justiça, os custos finais de todo o processo e a falta de apoio do pai durantes os primeiros anos de vida serão muito superiores ao custo do teste de paternidade durante a gravidez.

Outra grande vantagem do teste de ADN pré-natal não invasivo é que não tem qualquer tipo de risco. Ao contrário de um exame invasivo que pode entre outros riscos causar um aborto ou sangramento vaginal e caibras, com este teste está totalmente segura.

Os procedimentos do teste pré-natal não invasivo requer apenas uma amostra de sangue da mãe e quatro zaragatoas da boca do pai. Os testes pré-natais são 100% isentos de risco.

 

E, claro, sabemos que deseja obter os resultados de paternidade o mais rápido possível!

 

A boa notícia é que o teste de paternidade pré-natal pode ser feito a partir da 8ª semana de gestação. Isto dá à mãe e ao pai muito tempo para planear a sua vida futura (quer seja em conjunto ou não). Os resultados estão concluídos em apenas duas semanas. No entanto, existe a modalidade de urgência que que podemos apenas demorar 1 única semana*.

O teste de paternidade pré-natal pode ser ainda ser utilizado para outro fim como saber o género do bebé. Se optar por saber qual o género do bebé, podemos incluir nos resultados do teste de paternidade.

 

OS BENEFÍCIOS PSICOLÓGICOS DOS TESTES DE PATERNIDADE DURANTE A GRAVIDEZ

 

Agora que conhece os fundamentos de como o teste de paternidade pré-natal funciona, vamos focar-nos nos benefícios emocionais que oferecem.

Mesmo que esteja a viver com algum stress e com bastante ansiedade, seja por parte do pai ou da mãe, o mais importante é obter ferramentas para se manterem calmos. Isto é muito importante, não só por parte dos Pais, mas também pelo vosso filho que não tarda estará perto de vós.

Mas acima de tudo, esta recomendação é especialmente importante para as mães, pois a ansiedade excessiva durante a gravidez pode prejudicar o desenvolvimento do cérebro da criança dentro das primeiras 17 semanas de gestação.

Além disso, uma vez que tenha a certeza sobre os resultados da paternidade, o pai da criança vai sentir-se muito mais confortável, com o passar do tempo, e com esta nova vida que o espera – assumir as responsabilidades parentais de uma criança. Acima de tudo compreender quais os direitos da criança.

 

A responsabilidade e a vontade em se envolver no nascimento do seu filho acabará por aparecer, seja com, a decoração do quarto, pesquisar qual a melhor educação, acompanhamento a consultas ou ajudar a mãe em pequenas tarefas rotineiras que se tornam difíceis com o avançar da gravidez.

Assim que o bebé nascer, um pai sem dúvidas e esclarecido terá muito mais tempo para criar uma ligação emocional com a criança, pois as dúvidas já foram dissipadas e o envolvimento na altura do nascimento da criança é muito maior.

É importante lembrar que a finalidade dos resultados de paternidade não é apenas benéfica para a mãe e o pai. No futuro, ajudará o seu filho(a) a se sentir mais seguro(a). Ele(a) saberá quem é seu pai, terá uma melhor compreensão de sua origem cultural e beneficiará de ter ambos os pais na sua vida - estejam ou não os seus pais ainda num relacionamento.

 

PORQUE PODE PRECISAR DE TESTE DE ADN PRÉ-NATAL

 

Existem inúmeras razões pelas quais pode precisar fazer um teste de paternidade ADN durante a gravidez.

Acima de tudo ajuda-a no início da gravidez, com a pensão alimentar ou com outra questão legal como a partilha das responsabilidades parentais.

Como é óbvio também é válido para as partes em que o resultado é negativo, pois fica provado que o suposto pai não tem qualquer vínculo biológico com a criança.

 

SUPORTE DA CRIANÇA E O TESTE DE PATERNIDADE PRÉ-NATAL

 

Em primeiro lugar, ter uma prova de paternidade pode ajudá-lo a fornecer aos tribunais provas legais para obter pagamentos de pensão alimentar. Se suspeita que não é o pai da criança, o resultado deste teste também pode ajudá-lo a evitar pagamentos de pensão alimentar para uma criança que não é sua.

Precisa de entender que, ao colher amostras de ADN de um alegado pai sem o conhecimento ou consentimento do mesmo não é permitido por lei. Pelo que não o deve fazer. Se por algum motivo o fizer e se o exame de ADN pré-natal for apresentado em tribunal, poderá responder criminalmente sobre o seu ato.

Deve sempre ter o consentimento do pai, a fim de poder utilizar os resultados de paternidade num tribunal. (Sempre que pretenda utilizar o seu exame em instâncias jurídicas por favor, solicite um exame pré-natal com valor jurídico);

Depois de assinar o formulário da Cadeia de Custódia, os resultados do teste de paternidade pré-natal podem ser usados ​​como prova em tribunais internacionais (E.U.A., Canadá e Reino Unido) por qualquer das partes.

Se optar pela realização do teste antes do nascimento da criança, ambos os pais pouparão uma quantidade significativa de stress e ansiedade garantindo que as responsabilidades parentais e financeiras são devidamente divididas.

 

UM HISTÓRIAL MÉDICO PRECISO

 

Sabemos que quer fazer todos os possíveis para garantir que seu filho receba os cuidados médicos adequados e a máxima atenção - mesmo quando ainda está grávida.

Depois de estabelecer a paternidade, terá uma visão muito mais clara das possíveis complicações de saúde que o seu filho poderá enfrentar no futuro.

Um teste de paternidade pré-natal pode ajudar os médicos a entender os riscos congénitos do bebé, ajudar a decidir que tipo de teste genético poderá fazer com o seu filho, e até mesmo avançar em relação às condições médicas. Acima de tudo prevenir e acompanhar.

 

BENEFÍCIOS SOCIAIS E SEGURO

 

Além dos pagamentos por pensão alimentar, saber quem é o pai da criança o quanto antes também garante que eles receberão os benefícios sociais de que precisam.

A prova de paternidade também é necessária para aqueles que planeiam adicionar uma criança como beneficiária do seguro do pai.

 

ASSEGURANDO DIREITOS PARENTAIS FUTUROS

 

Conhecer os resultados de um teste de paternidade antes do nascimento também ajuda os pais a proteger seus direitos parentais após o nascimento do bebé.

Uma vez que é legalmente nomeado como pai de uma criança (no registo civil), tem direito a visitas, custódia total ou parcial e terá um papel financeiro e emocional em criar o seu filho.

Também terá bastante tempo para desenvolver um acordo de custódia conjunto com a mãe do seu filho se não estiverem num relacionamento. Isto pode tornar as coisas muito mais fáceis quando a criança nasce.

Elaborar um cronograma de visitas, criar uma lista das suas responsabilidades paternas, encontrar maneiras de resolver desentendimentos sem levar a questão à justiça no futuro.

Pode encontrar-se com um advogado para o ajudar a si e à mãe do seu filho a elaborar um acordo de custódia claro e justo.

 

SOBRE OS NOSSOS TESTES DE PATERNIDADE PRÉ-NATAIS

 

Vamos rapidamente clarificar como pode avançar com um teste de paternidade durante a gravidez.

Pode ligar para falar com um dos nossos especialistas a qualquer momento se tiver dúvidas sobre o processo de pedido. Normalmente, enviaremos seus resultados por e-mail para tornar o processo mais rápido (também enviamos por carta, se o solicitar). O nosso preço inclui todas as taxas. Não temos nenhuma taxa escondida. O preço online é o preço a liquidar. Aliás somos o único laboratório com tabela de preços online. Transparência é o que nos distingue. Veja aqui a nossa história.

Finalmente, temos orgulho de os laboratórios ter Acreditação da AABB. Temos excelentes padrões e seguimos diretrizes rígidas para garantir que tenha o melhor serviço e resultados possíveis.

Ler contributo inteiro
Publicado em por

Pode um teste de paternidade mostrar 100% na probabilidade de paternidade?

Ler contributo inteiro: Pode um teste de paternidade mostrar 100% na probabilidade de paternidade?

 

 

Como um dos principais laboratórios de paternidade (testes de ADN), muitas vezes perguntam-nos no nosso apoio ao cliente, após terem recebido os resultados do teste de paternidade: "Se eu fui considerado o pai biológico, por que os resultados do meu teste mostram 99,99% e não 100% de probabilidade de paternidade?"

Esta é uma excelente pergunta e pode ser respondida com factos científicos. Aqui está uma explicação, em termos «básicos», sobre por que a probabilidade de paternidade nunca pode ser 100%.

 

Vamos abordar esta temática por etapas: Não desista já! Continue a ler, seremos breves.

 

Como um bebé herda o ADN dos seus pais?

Durante o processo de fecundação, o ADN de dois indivíduos juntos - mãe e pai - produz aleatoriamente uma combinação única de marcadores genéticos em cada célula. Essa combinação de marcadores é única para a nova pessoa que é «criada».

O material genético de uma criança é herdado dos pais em partes iguais, daí o genoma da criança, quando apresentado num relatório de paternidade reflete o ADN de 50% que recebeu da sua mãe e 50% que recebeu do seu pai.

Para que o homem testado seja considerado o pai biológico da criança, deve haver uma correspondência em todos os marcadores genéticos, em cada um dos alelos testados, embora possa haver uma exceção, quando ocorre uma mutação genética.

Mas a questão acaba por se manter, se não houve nenhuma mutação genética e existe uma correspondência em todos os marcadores genéticos então a probabilidade de paternidade não deveria ser 100%? Não. E é aí que entra a ciência.

 

Porque a probabilidade de paternidade nunca pode ser 100%?

A comparação da sequência de ADN de uma criança com um dos pais pode identificar se uma delas é «originária» da outra. Isto não significa que podemos alcançar uma probabilidade de 100%.

Ao considerar a possibilidade de paternidade (ou seja, um teste de paternidade positivo), sequências específicas são confrontadas com dados étnicos e usados ​​para calcular uma probabilidade de paternidade. A análise necessária para o teste de paternidade é obtida a partir de estatísticas e a única maneira de um homem ser considerado o pai biológico com 100% de probabilidade é se todos os homens do mundo com a mesma origem étnica também foram testados. Claro, que isso é impossível!

 

Fundamentos do cálculo da probabilidade de paternidade

Índice de Paternidade: A probabilidade de correspondência entre o alegado pai e o filho em cada localização genética tem o seu próprio cálculo, denominado Índice de Paternidade (IP). A correspondência nesse local é determinada por vários fatores.

Índice de Paternidade Combinada: Geralmente, testamos um mínimo de 21 marcadores genéticos e, como mencionado, cada um tem seu próprio valor de índice de paternidade associado. O IP (índice de paternidade) é multiplicado para obter o chamado Índice de Paternidade Combinado (IPC). E esse número é a probabilidade estatística de relacionamento.

No exemplo abaixo, o IPC é de 1.716.973.979. Este número pode ser lido da seguinte forma: O homem testado tem 1.716.973.979 (1 bilião 716 milhões 973 mil 972) vezes mais probabilidade de ser o pai biológico da criança do que um homem não relacionado e não testado, com a mesma origem étnica.

Lido de outra forma: O pai testado tem uma probabilidade superior a 1 bilião de vezes de ser o pai biológico da criança do que qualquer outro homem da mesma origem étnica.

 

indice_de_paternidade_combinado_codigoadn

 

Usando a força dos resultados genéticos no índice de paternidade combinado, calcula-se uma probabilidade de paternidade. Já estabelecemos que esse número nunca pode ser de 100%, a menos que todos os homens do mundo também possam ser testados. Mas quanto maior o IPC, maior a probabilidade de paternidade. Qualquer probabilidade acima de 99% é considerada conclusiva. Este exemplo mostra um CPI extremamente alto;

 

probabilidade_de_paternidade_codigoadn

 

Mas e se não houver uma «herança» num marcador genético?

Se não houver correspondência em um (ou mais) marcadores genéticos testados e a incompatibilidade, no marcador genético, não for devida a uma mutação conhecida, o IP (índice de paternidade) dessa localização será 0%. Isto significa que quando todos os Ip(s) são multiplicados juntos, esse 0% torna o Índice de Paternidade Combinado 0%, e o homem não é excluído como o pai biológico da criança que se encontra em teste.

 

Se o ADN de dois indivíduos não combina, então podemos dizer com 100% de certeza que um homem não é o pai biológico de um filho.

 

Então, o que isto tudo significa?

Uma probabilidade de paternidade de 99,99% é tão poderosa que é rotineiramente aceite como evidência em favor da paternidade por cientistas genéticos, juízes de tribunais e pelo Ministério da Justiça. O resultado é: uma probabilidade de teste de paternidade de ADN de 99,99% é forte o suficiente para um juiz permitir (ou negar) apoio à criança, um processo de imigração ou mesmo condenação em um caso criminal.

Ler contributo inteiro
Publicado em por

Teste de Paternidade em Portugal - Laboratórios da CódigoADN

Ler contributo inteiro: Teste de Paternidade em Portugal - Laboratórios da CódigoADN

Os nossos especialistas em ADN desenvolveram um teste de paternidade eficiente, credenciado ISO 17025, com preços competitivos, rápido e premiado. Todos os testes de paternidade são realizados nos nossos laboratórios com a melhor tecnologia disponível.

 

Os testes de paternidade que refletem as suas necessidades

Existem dois tipos de testes de paternidade disponíveis: Informativo e Legal. Os kits de testes de ADN informativos podem ser facilmente comprados on-line e enviados diretamente para uma morada que nos faculte casa/ ou trabalho.

Os kits de teste incluem instruções completas e envolvem simplesmente esfregar uma zaragatoa «cotonete» na bochecha interna para colher as células da Boca. A CódigoADN oferece estes kits de testes de ADN Gratuitamente, o valor do exame do teste de paternidade informativo, difere de acordo com as suas preferências, pelo que pode calcular o preço final do seu exame de ADN através da nossa calculadora online.

 

Os Testes de paternidade legal são necessários para se apresentar como prova em tribunal, para questões de custódia da criança ou para mudar o nome numa certidão de nascimento. Como tal, eles precisam ser realizados sob instruções específicas, conhecidas como cadeia de custódia.

A CódigoADN possui uma rede de colheitas de amostras de ADN, por profissionais que podem garantir que todos os procedimentos legais são assegurados, ou seja, que o indivíduo forneça as amostras verificando o Cartão de Cidadão/ passaporte, tirando fotos e obtendo documentos assinados.

 

A CódigoADN também oferece um inovador teste de paternidade pré-natal de ADN, que pode ser usado para determinar de forma não invasiva a paternidade de um bebé antes do nascimento. O teste é realizado internamente nos E.U.A. e pode ser realizado após a 8 semanas de conceção. Os resultados podem ser acelerados e disponibilizados em até 5 dias.

 

O pai recusa-se a fazer o teste de paternidade? Sem problemas

 

Se um suposto pai se recusar a consentir o teste de paternidade, testes alternativos de relacionamento com o ADN podem ser realizados para estabelecer um relacionamento biológico direto através de outros membros da família. Os testes de ADN com avós, por exemplo, poderiam provar uma ligação entre um indivíduo e um ou mais pais de seu pai.

Em um teste de avô, um perfil de ADN para cada indivíduo que participa no teste é produzido. Como uma criança herda metade de seu perfil genético de cada pai biológico, quando o pai de uma criança não está disponível para o teste, podemos procurar os avós para determinar se eles contribuíram com o ADN para o perfil genético da criança.

 

Da mesma forma, os testes de ADN com tias ou testes com tios, podem ser realizados na irmã ou irmão do suposto pai para estabelecer um relacionamento biológico com uma criança.

Testes de irmãos de ADN podem estabelecer se os irmãos e irmãs têm ou não o mesmo pai. Outra opção é o teste do cromossomo Y, que pode provar que supostos parentes do sexo masculino compartilham uma linha paterna comum. Se as pessoas do sexo masculino tiverem diferentes perfis de cromossomo Y, eles não estão relacionados.

 

Inovando continuamente testes de paternidade – e as amostras forenses

 

Assim como os testes de paternidade em que a colheita de ADN é feita na boca, a CódigoADN tem disponíveis outro tipo de teste de ADN. Após extensos testes, as escovas de dentes provaram ser uma boa fonte de ADN. Uma vantagem é que as amostras podem ser colhidas de uma maneira mais subtil (embora o consentimento ainda seja necessário). Isto pode ser particularmente útil em disputas de paternidade para evitar perguntas estranhas de crianças mais velhas.

 

O Teste de ADN unhas é outro método pelo qual as amostras podem ser colhidas facilmente. Este tipo de teste é útil quando alguém já não está entre nós, pois não é possível usar um cotonete para colher o ADN. As unhas podem ser colhidas sob condições de cadeia de custódia para casos legais.

Uma amostra de ADN pode ser necessária para provar a paternidade no caso de disputas. Alternativamente, um perfil de ADN pode ser criado para produzir uma lembrança duradoura de um pai amado. – Contudo certifique-se sempre que tem autoridade legal para conduzir o exame.

 

Resultados rápidos nos mantêm no número um

 

A CódigoADN é reconhecida como o primeiro e único laboratório a fornecer resultados de testes de paternidade em 3 dias. Este serviço rápido é possível graças ao nosso investimento em tecnologia de ponta e equipamentos de última geração, e foi reconhecido já com diversos prémios e diversos contratos internacionais.

 

É por causa do nosso serviço de alta qualidade e tempos de resposta rápidos que trabalhamos com os melhores genetistas, autoridades europeias e tribunais internacionais. Para mais informações sobre nossos testes de paternidade, visite nosso site. Se tiver alguma dúvida ou precisar de mais informações sobre testes de ADN, ligue para a CódigoADN – veja os contactos do nosso laboratório de ADN ou envie um e-mail para info@codigoadn.pt

Ler contributo inteiro
Publicado em por

Preços Testes de Paternidade/ ADN: Baratos ou Caros quais escolher?

Ler contributo inteiro: Preços Testes de Paternidade/ ADN: Baratos ou Caros quais escolher?
resumo
Existem vários preços para os testes de paternidade, mas um preço alto é um preço que garante mais qualidade ao teste de paternidade? e os preços baixos? Afinal é o preço um fator de qualidade? Conheça a história do Sr. João, talvez o ajude a perceber melhor o que deve considerar na altura da escolha do teste de paternidade.
 
Passaram cerca de 3 minutos, desde que os telefones no apoio ao cliente da CódigoADN tinham tocado, do outro lado da linha, o Sr. «João» irado, perguntava-nos porque tínhamos estes preços? Com esses preços o teste de paternidade é fiável? questionava o Sr. João.
 
Do nosso lado, apenas o tínhamos cumprimentado com um caloroso «Bom dia Sr. João» e os 3 minutos seguintes ouvimos com toda a atenção o Sr. João. Porque estaria ele irritado connosco? É a primeira vez que fala connosco? Porquê esta atitude? «pensávamos nós»
Com um discurso do tipo «shot-gun», onde colocava as perguntas, mas não nos deixava responder, continuou a expor todos os seus argumentos, agora o preço, depois a qualidade, então e o ADN, ora os outros laboratórios, ora são todos uns incompetentes, ninguém lhe sabia responder às suas questões.
Ao fim de 3 minutos, entendemos o Sr. João, o porquê da atitude, o porquê da frustração, o porquê do discurso agitado. Será que já tinha ligado para outros laboratórios e não foi cuidado da melhor forma?
Após uma breve pausa, o nosso apoio ao cliente, interveio, teve a oportunidade de dizer uma frase:
Sr. João, O que define a qualidade de um exame não é o preço, nem o tipo de amostra de ADN colhida. É o número de Marcadores Genéticos, certificações e experiência dos geneticistas.
Silêncio…, deixamos que o Sr. João refletisse e confrontasse todo o seu discurso, com a verdade que tinha acabado de ouvir, deixamos as barreiras quebrar.
Após alguns segundos, O Sr. João, volta à carga, aliás, não podia aceitar o que dissemos de animo leve, então e quanto marcadores genéticos utilizam?
Respondemos, 24 mais marcadores genético de qualquer outro laboratório nacional em testes de ADN informativos, e podemos ainda utilizar 33 se optar pela realização do premium e mais ainda se mapear o cromossoma Y.
Após vários minutos de várias perguntas, sobre tecnologia, o exame em si e legislação, ficou claro que o Sr. João encontrou finalmente alguém que lhe sabia responder às suas questões de forma rápida, assertiva, sem rodeios, com o tratamento que já devia ter tido.
 
Entendemos finalmente. O sr. João já tinha ligado para vários sítios. Acabou por nos contar que tinha ligado para um laboratório que lhe solicitou o triplo do nosso preço, apenas com 16 marcadores genéticos, fazia uma picada no dedo, demorava 1 mês a receber os resultados, utilizavam 16 marcadores genéticos e o Sr. João acabava por pagar o triplo, para um exame que analisa metade dos marcadores genéticos que utilizaria a CódigoADN.
 
Este é um dos testes mais importantes da vida das pessoas. O resultado de um teste de paternidade pode ter consequências a longo prazo.
Com tanto em jogo é essencial ter a atitude do Sr. João, ligar, ligar, ligar até encontrarmos do outro lado uma pessoa que saiba do que está a falar.
O preço pode dizer muito, ou pode não dizer nada sobre os serviços. Existem testes de ADN abaixo de 200€, claramente são laboratórios que apanham atalhos; Existem também preços acima dos 500€, que são laboratórios a jogar com a necessidade da sua dúvida, e oferecerem serviços de baixa qualidade a preços altos. Normalmente são laboratórios que fazem menos de mil testes de paternidade por ano!
 
Para obter o melhor preço deve pesquisar acima de tudo 3 coisas:

Testes de paternidade muito baratos. →  Ou falta acreditações ou falta marcadores genéticos ao exame para que seja 100% fiável.

Um laboratório de renome é acreditado por organizações sem fins lucrativos bem conhecidas e bem-conceituadas e outras entidades cujo trabalho é garantir a validade dos testes de ADN, métodos de teste, competência dos cientistas, técnicos e funcionários do laboratório, bem como a precisão dos resultados.
O laboratório que é acreditado proporciona-lhe tranquilidade de que há supervisão independente das operações do laboratório e que os padrões de excelência estão a ser cumpridos.

Testes paternidade caros. → Falam, mas não demonstram: o laboratório tem uma reputação pobre ou inexistente

Graças a pesquisas on-line, pode determinar em menos de cinco minutos se uma empresa tem ou não uma excelente reputação no setor. No descritivo da página o laboratório evidencia a tecnologia e características técnicas do exame (se não tem, devia ter), tem muita informação? Ou coloca lá o mínimo de informação para não se comprometer com o cliente?
Existem avaliações dos clientes, No website? No Facebook?, ou em outra página de avaliações independentes?
Escrevem, mas não demonstram? Afirmações do género – 0 erros nos relatórios, mas onde está toda a informação sobre testes de paternidade, a tecnologia os comentários dos clientes no Facebook.
Ligam e são sempre muito evasivos sem se comprometerem de facto com o serviço?
Transparece uma falta de conhecimento sobre a informação que lhe estão a dar?

Preços caros e baratos no teste de paternidade: → resultados lentos

A espera por resultados dos testes de paternidade pode ser quase «perturbadora», portanto, obter resultados rápidos sem sacrificar a qualidade faz uma grande diferença. Para um teste de paternidade pós-natal (após o nascimento do bebé), um tempo de resposta aceitável para os resultados – quando as amostras chegam ao laboratório – é de três (3) a cinco (5) dias úteis.
Apesar da extensa análise necessária, um excelente teste de paternidade pré-natal tem um tempo de resposta de 7 dias úteis e ainda tem a capacidade de oferecer resultados mais rápidos mediante solicitação e por uma taxa adicional. Isto ocorre porque o laboratório possui pessoal treinado e equipamentos avançados suficientes para que isto aconteça.
Uma das maneiras pelas quais os testes de paternidade baratos mantêm os preços baixos é proporcionando tempos de resposta relativamente lentos (1 mês, mesmo após o nascimento do bebé) e saltando alguns passos de validação de controlo na execução do exame.
Conclusão
É importante obter resultados nos quais pode confiar. O custo é importante, mas não deve ser o fator número 1 na sua decisão. É importante saber o que vai receber pelo que vai pagar. Testes de paternidade baratos não significa o melhor serviço, testes de paternidade caros não significa que vai receber um relatório robusto, podem ser laboratórios a agarrar a sua ansiedade.
Informe-se e nunca tome uma decisão baseada em preço. Rapidez de resposta e marcadores genéticos é o mais importante.
 
 
Veja aqui mais informações sobre testes de paternidade
 
Ler contributo inteiro
Publicado em por

Documentos/ informação necessária para um teste de paternidade

Ler contributo inteiro: Documentos/ informação necessária para um teste de paternidade

 

 

Os testes de ADN/ Paternidade Standard «informativos» são apenas para uso pessoal, pelo que fica vedada o uso em termos legais. Isto porque se optar pela realização da colheita de ADN em sua casa, através do nosso Kit de colheita de ADN, não é possível ao laboratório verificar a proveniências das amostras, logo, não podemos garantir num processo legal «seja de parentalidade, legalização ou outro», que as amostras recebias em laboratório de facto pertencem às pessoas que o requisitante do teste identifica como dadores.

Um teste de paternidade legal, para uso em tribunal, registo, segurança social, SEF ou alterações à certidão de nascimento, deve ser realizado obrigatoriamente nas nossas instalações. Os intervenientes devem ter consigo o cartão de cidadão, passaporte, bilhete de identidade, ou outro documento identificativo que contenha uma fotografia sua e um número único de identificação, como um cartão militar, carta de condução ou outro. O documento deve estar dentro da validade.

 

Ao fazer a colheita de ADN em casa, ou na clínica de um exame informativo que informações me vão solicitar?

 

Antes de comparecer na nossa clínica deve sempre agendar a sua colheita, pode fazê-lo online ou via telefone. Contudo a informação solicitada na clínica para um exame informativo é a mesma que a solicitada na altura que lhe enviamos o Kit de colheita de ADN, ou seja, quando a colheita de ADN é realizada em sua casa.

Para cada participante, precisaremos obrigatoriamente de:

  • Primeiro e último nome.
  • Data de nascimento.
  • Data da colheita de ADN.
  • Raça da pessoa.
  • Morada ou email para envio dos resultados.
  • Concordância e consentimento com as condições de serviço.
  • Exclusivamente na clínica solicitamos o número do cartão de cidadão/ passaporte de cada interveniente.

 

Qua é a Identificação necessária para um teste de paternidade legal realizado juntos dos profissionais de saúde da CódigoADN?

 

Os adultos participantes no teste, incluindo os tutores legais «que podem ou não ser participantes no teste de ADN» devem sempre fazer-se acompanhar de cartão identificativo que pode ser um documento com fotografia emitido pelo estado, um passaporte ou outro documento que o identifique inequivocamente. Se o teste envolver um recém-nascido e por isso ainda não tiver cartão de cidadão deve fazer-se acompanhar do acento de nascimento da criança.

Se ainda não existir nenhum documento de registo, nem a certidão de nascimento para a criança recém-nascida a mãe deve fornecer a sua identificação e a alta hospitalar, contudo, apesar de darmos caracter legal ao exame, não podemos garantir o seu uso em termos jurídicos, devido à falta de registo da criança.

De forma a garantirmos que as pessoas são identificáveis, na altura da colheita de ADN iremos tirar uma fotografia a todos os participantes, para que perante o sistema jurídico, não existam dúvidas dos participantes do exame de ADN.

É importante salientar que quando o exame envolve um menor, seja o teste informativo ou legal, todos os tutores legais devem dar o seu consentimento para a execução do exame.

 

Como são colhidas as amostras?

 

As amostras sem exceção são colhidas via oral, através de uma zaragatoa, esta é a amostra standard e preferencial do nosso laboratório («se o cliente quiser realizar ao sangue, podemos fazer, mas não aconselhamos, veja porquê aqui»).

É utilizada uma zaragatoa seca esterilizada «tipo um cotonete», em que é esfregada nas bochechas interiores tanto do lado direito como do lado esquerdo a todos os indivíduos que participem no teste de ADN. O esfreganço bucal é não invasivo e indolor para todas as partes envolvidas. Esta colheita é mais rápida que a do sangue, mais fiável e muito mais fácil de realizar em bebés, crianças pequenas e adultos que não se sentem bem na presença de sangue ou no procedimento de colheita de sangue com agulhas.

 

Os resultados.

 

Os resultados podem ser obtidos via telefone mediante apresentação da referência do exame. Um exame típico como o teste de paternidade pós-natal tem a duração de 3 a 5* dias úteis podendo no limite chegar aos 7* dias úteis. O tempo de execução não incluí o dia em que faz a colheita de ADN.

Os resultados do teste de ADN de forma «generalizada» são enviados:

  • Para o seu email / Emails dos intervenientes
  • Levantado nas nossas instalações
  • Enviados por carta para a morada que indique

 

Se pretender mais que um documento original este requerimento tem um custo. Consulte a nossa tabela de preços aqui.

 

*Os tempos dos resultados são os normais «standard». No entanto, em alguns casos, são necessários testes adicionais devido ao ADN de um indivíduo em particular. Embora não aconteça com frequência, quando acontece, os resultados podem demorar vários dias (máximo até 10 dias úteis). Como o leitor compreende este é um processo que está completamente fora do nosso controlo e não tem nada a haver com o processo de colheita de ADN para o teste. Um resultado entregue dentro de prazos é muito importante para nós, mas um resultado 100% fiável é muito, muito mais importante. Contudo será sempre informado se existir algum tipo de atraso com o seu exame de ADN e o motivo para o atraso.

 

Porquê os Laboratórios da CódigoADN?

 

Porque temos uma das maiores redes de laboratórios acreditados de testes de ADN a nível internacional. Ao realizar um exame de paternidade legal connosco conseguimos conferir validade jurídica internacional (o seu teste é válido por exemplo na Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos da América).

A nossa equipa não é apenas compreensiva e atenciosa, mas também conhecedora. A partir do momento em que entra em contato connosco, poderá contar com um Especialista conhecedor sob todo o processo de colheita, a tecnologia envolvida em laboratório, a legislação aplicável e como pode avançar com a realização do teste de paternidade de forma fácil e sem burocracia.

Entendemos que há muitas opções quando se trata de testes de paternidade / relacionamento biológico, mas estamos confiantes de que não encontrará outro laboratório que possa ter um serviço comparado ao serviço que fornecemos. Nós garantimos o melhor serviço, com os resultados mais precisos, a um preço que pode pagar.

 

novo_website_-min

Ler contributo inteiro
Publicado em por

13 perguntas mais frequentes sobre teste de ADN em 2019

Ler contributo inteiro: 13 perguntas mais frequentes sobre teste de ADN em 2019

 

1) Qual é a diferença entre os testes jurídicos (admissíveis em tribunal) e informativos?

Os resultados de um teste jurídico incluí documentação legal, e portanto, podem ser usados ​​em tribunal ou para outras razões legais (como por exemplo, serviços de obtenção de nacionalidade).

O Principal objetivo dos resultados de um teste de ADN informativo é o conhecimento pessoal e a informação dos seus participantes. Este exame não tem sustentabilidade «validade» em instâncias legais, como os tribunais, serviços SEF, instituições de acolhimento ou outras.

 

2) Precisa de uma ordem Jurídica para realizar um teste com valor legal «jurídico»?

Não é necessária uma ordem jurídica. Qualquer pessoa pode agendar um teste de ADN admissível pelo tribunal. De facto, para que este exame possa ser executado ambas as partes devem estar de acordo com a execução do exame de ADN. Lembre-se, os resultados de um teste de ADN nunca expiram. Embora possa não precisar que os resultados sejam admissíveis em tribunal agora, poderá fazê-lo no futuro.

 

3) Preciso agendar uma consulta?

Sim, deve entrar em contato connosco para agendar um dia e uma hora. A realização de um exame requer a preparação de documentos antes do teste ser realizado. É possível agendar consultas para o próprio dia.

 

4) Tenho que pagar o valor total na altura da colheita de ADN?

Sim, como em qualquer outro laboratório. Uma vez marcada uma consulta, deverá pagar o seu exame de ADN na altura da colheita de ADN. Qualquer teste que não seja pago integralmente as amostras são destruídas em 48 horas, não havendo devolução dos valores pagos no ato da colheita nas enfermarias.

 

5) As pessoas que estão a ser testadas podem estar em diferentes cidades?

Sim. Oferecemos testes de ADN em todo o território nacional. Portanto, a localização dos indivíduos que participam num teste de ADN não interfere com os seus resultados e pode ser agendada através de domicílios, em diferentes clínicas ou na mesma clínica a horas diferentes. Existem taxas adicionais para agendar colheitas em locais diferentes, ou em horas diferentes para a colheita de ADN.

 

6) Ao realizar um testar a paternidade a mãe precisa de participar para se obter resultados precisos?

Não, a mãe não precisa ser testada. Produzimos sempre resultados 100% fiáveis nos nossos exames. Conseguimos garantir devido ao número de marcadores genéticos que utilizamos nos nossos exames de ADN quando apenas são testados o alegado pai e filho.

Testar a mãe pode reduzir o risco de obter resultados inconclusivos. Quando a dúvida de paternidade é entre dois familiares muito próximos (por exemplo dois irmãos) .

No entanto, um resultado inconclusivo não é comum num teste de paternidade, podemos afirmar que ocorrerá 1 em 100.000 vezes, pelo que temos uma taxa de 0,00001% de um exame de paternidade dar inconclusivo.

 

13_perguntas_mais_frequentes_sobre_teste_de_ADN_em_2019

7) O que torna um teste de ADN admissível em tribunal?

Existe uma combinação de dois fatores que torna um teste de ADN admissível em tribunal.

Primeiro, o processo de colheita. A colheita da amostra para um teste juridicamente admissível deve ser realizada por um profissional de saúde. É necessário um procedimento de identificação positiva dos intervenientes do exame, como identificação com foto, passaporte, cartão de cidadão, acento de nascimento se aplicável, ou outro.

Segundo, o laboratório que realiza o teste de ADN deve ser uma instalação certificada pela ISO17025. Todos os nossos testes são realizados por laboratórios certificados.

 

8) Como as amostras são colhidas para testes de ADN?

A colheita padrão e preferencial é através de zaragatoas «cotonete» na cavidade bucal. Este procedimento envolve o uso de zaragatoas para colher as células de dentro das bochechas esquerda e direita de todas os intervenientes que estão a ser testados. Este método é seguro, indolor e muito eficaz. A outra amostra que pode ser usada é o sangue colhido para tubo EDTA 3ml.

 

9) Um teste de paternidade pode ser realizado antes do nascimento de uma criança?

Sim. Existem 3 tipos de amostras que podem ser usadas.

A primeira é uma amostra Cervical Villis (CVS) que pode ser colhida na gravidez entre 10ª e a 12ª semana.

O segundo método é o líquido amniótico, que pode ser colhido entre a 12ª e 21ª semanas de gestação.

A terceira é uma amostra de sangue, um procedimento não invasivo que pode ser colhido a qualquer momento após 9ª semana de gravidez. Por favor, consulte a nossa página “Teste de paternidade pré-natal” para obter mais informações sobre o teste de paternidade durante a gravidez.

 

10) Qual é a idade mínima de uma criança para participar num teste de ADN?

Não há idade mínima para uma criança ser testada. A criança pode participar no exame logo ao segundo dia de vida.

 

11) É possível determinar se uma pessoa falecida é o pai de uma criança?

Sim. Existem algumas opções.

Podemos realizar um teste usando um dos pais do suposto pai «avós paternos», ou irmão do suposto pai, se disponível. Normalmente é sempre possível realizar um teste aos familiares paternos de forma a verificar uma possível ligação biológica do lado paterno por ordem de preferência devem ser escolhidos os «avós paternos, possíveis irmãos/ãs, supostos tios/as paternos, possíveis primos/as em 1º grau».

 

12) O seguro de saúde cobre a realização de um teste de ADN?

Não. O teste de ADN tem como finalidade estabelecer a paternidade, maternidade ou qualquer outro relacionamento e este não é um teste relacionado com a saúde. Não há códigos de diagnóstico disponíveis que são exigidos pelas companhias de seguros. Portanto, não são cobertos por qualquer forma do seguro de saúde.

 

13) A CódigoADN faz colheitas de ADN ao domicílio?

Sim. No entanto, depende da sua localização. Normalmente temos um enfermeiro disponível para poder realizar esta colheita de ADN. Existe uma taxa adicional para a colheita de ADN ao domicílio. A taxa varia de acordo com a distância que o enfermeiro precisa de viajar.

Ler contributo inteiro
Publicado em por

Pode um teste de paternidade ser recusado? - CódigoADN

Ler contributo inteiro: Pode um teste de paternidade ser recusado? - CódigoADN

Um teste de paternidade de ADN é o método mais confiável para determinar se um homem é ou não o pai biológico de uma criança. O exame de paternidade/ Teste de ADN é o único documento de suporte que os tribunais usam em todo o mundo para estabelecer uma relação biológica.

Mas o que acontece se uma mãe ou um possível pai se recusar a fazer um teste de paternidade?

 

Aqui estão algumas soluções possíveis.

 

OBSERVAÇÃO: este artigo não pretende ser um conselho legal – tem o objetivo de apenas informar. Para obter orientação sobre sua situação específica, entre em contato com um assistente social ou um advogado especializado em direito de família.

 

Inicie uma conversa, sem envolver advogados. Sem tentar nunca saberá a resposta da outra pessoa.

Se possível, tente resolver o problema sem envolver um advogado. Os advogados geralmente são caros e os sentimentos envolvidos, quando a «intermediação» é realizada por um advogado é mais propensa a ter retaliações em forma de pedidos negados, arrastando o caso para o tribunal, onde ambas as partes podem sentir a necessidade de provar - «em público» - por que estão «certas».

 

Comece a conversa: muitas vezes, um casal que não está junto tem dificuldade em manter uma conversa civilizada, mas, como há uma criança envolvida é essencial falar honestamente sobre um teste de paternidade. Se a outra parte ainda não o tiver feito isso, inicie a conversa.

 

Tenha em consideração o ponto de vista oposto: mesmo que não concorde com o motivo pelo qual pretendem fazer um teste de paternidade, é essencial que se esclareçam as posições, tanto para benefício da outra parte como da sua. Desta forma, não há mal-entendidos ou confusões.

Também o ajuda porque pode adaptar os seus argumentos para que se resolvam todas as questões levantadas durante este diálogo. Por vezes existem razões ocultas por trás de um teste de paternidade, como o pagamento de uma pensão alimentar ou até mesmo a perda de tempo disponível com a criança, tenha uma conversa honesta e objetiva e identifique qual é a verdadeira razão para se estar a pedir um teste de paternidade.

 

Indique claramente o que o/a preocupa: se é uma mãe que suspeita que seu filho tem um pai diferente, explique que seu filho tem o direito a conhecer o seu passado genético, tanto por razões médicas quanto por herança. Se acredita que é o pai biológico, defina as suas razões pelas quais seria uma mais valia na vida da criança, financeiramente e emocionalmente.

 

Conheça a lei e use-a em seu benefício: Alguém pode recusar um teste de paternidade? Na maioria dos casos não.

Em último caso pode sempre recorrer aos tribunais com uma ação para determinar a paternidade, pois recusar um teste de paternidade ordenado pelo tribunal definitivamente não é uma boa decisão.

Em alguns casos, a pessoa que se recusa pode enfrentar multas ou outras acusações. Em último recurso, o juiz pode «decidir por» um julgamento (automático) padrão contra a pessoa que recusa o teste.

Quando está em posse de todas a informação e entende o que pode acontecer se o caso for a tribunal, pode usar esse conhecimento para reforçar os seus argumentos resolvendo a questão da paternidade fora de um caso litigioso.

 

Discutir a obtenção de um teste de paternidade legal em vez de um informativo: Um teste de paternidade legal pode ser pedido diretamente através de um laboratório de ADN sem ter que ir a tribunal, mas - ao contrário de um teste de paternidade informativo - os resultados são admissíveis em tribunal.

Se a outra parte não quiser comparecer a tribunal, quando este teste for utilizado, talvez não seja necessária a sua presença, para que exista uma sentença a seu favor.

 

Mantenha a conversa civilizada: faça o possível para permanecer calmo e sereno, mesmo que a outra pessoa não seja capaz de fazer o mesmo. Gritar nunca trás nada de positivo para nenhuma das partes, e perder a paciência pode realmente invalidar os seus argumentos aos olhos da outra pessoa. Pelo bem do seu filho, mantenha a calma.

 

 

Se tudo falhar: procure um advogado e peça o teste de paternidade pelo tribunal

 

Tentou mais que uma vez, mas não conseguiu convencer a outra pessoa a fazer o teste de paternidade. O que fazer agora?

Infelizmente, está a hora de contactar um advogado especializado em direito da família que possa ajudá-lo a levar uma ação a tribunal. A lei de paternidade varia de país para país, por isso certifique-se que escolhe alguém que tem experiência nesta área. Se o tribunal determinar que tem um caso legítimo, será o próprio tribunal a solicitar o teste de paternidade à outra pessoa.

 

Resumo

Negar um teste de paternidade é um obstáculo no seu caminho, mas não é o fim. Naturalmente é melhor resolver o problema sem ter que ir a tribunal, mas tem sempre opções legais, se não conseguir convencer a outra parte a executar o teste de ADN / paternidade.

Ler contributo inteiro
1 - 10 de 122 resultados